sábado, 30 de outubro de 2010

Gênero Textual: Fábula




A Galinha e os Ovos de Ouro (Fábula Original)


Um camponês e sua esposa possuiam uma galinha, que todo dia sem falta, botava um ovo de ouro.

Supondo que dentro dela deveria haver uma grande quantidade de ouro, eles então a sacrificam, para enfim pegar tudo de uma só vez.

Então, para surpresa dos dois, viram que a ave, em nada era diferente das outras galinhas.

Assim, o casal de tolos, desejando enriquecer de uma só vez, acabam por perder o ganho diário que já tinham assegurado.

Moral da História: Quem tudo quer, tudo perde

Autor: Esopo



Fábula: A galinha que vale ouro
Um casal de roceiros, bem pobrezinhos possuiam sete galinhas descobriram que uma delas a Carijó estava pondo ovos de ouro, uma vez por semana.

Todo contente seu Zé, disse a esposa:

-Estamos ricos! Ficaremos milionários! Vou matá-la para pegar esse tesouro.

A esposa disse: -Pra que matá-la se deixarmos ela viva teremos ovos de ouro por muito mais tempo.

O homem não escutou o conselho da esposa.Então matou a galinha e dentro dela só havia tripa, iguais as outras galinhas.

Assim, o casal continuou pobre e perdeu sua única fonte de riqueza.


Moral da História:
"Quem muito quer, acaba sem nada"

Autora: Ludymila Rangel


Conceituando Fábula:www.alessandrataelp.blogspot.com
Fábula é uma pequena narrativa em que se aproveita a ficção alegórica para sugerir uma verdade ou reflexão de ordem moral, com intervenção de pessoa, animais e até entidades inanimadas.( Modeiro Dicionário de Língua portuguessa-Michaelis)

Características das Fábulas

A fábula trata de certas atitudes humanas, como a disputa entre fortes e fracos, a esperteza, a ganância, a gratidão, o ser bondoso, o não ser tolo.

Muitas vezes, no finalzinho das fábulas aparece uma frase destacada chamada de MORAL DA HISTÓRIA, com provérbio ou não; outras vezes essa moral está implícita.

Não há necessidade de descrever com muitos detalhes os personagens, pois o que representam nas fábulas (qualidades, defeitos) já é bastante conhecido.

Tempo indeterminado na história.

É breve, pois a história é só um exemplo para o ensinamento ou o conselho que o autor quer transmitir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário